quarta-feira, 6 de junho de 2018

Somente em Bom Jesus do Itabapoana que o presidente do legislativo lidera bancada

Um pronunciamento inócuo e confuso, com ares chantagistas



Quer dizer então que o presidente do poder legislativo bom-jesuense tem nove vereadores em suas mãos?

Pronunciamento confuso quando ele “alerta” que se houvesse atraso de salário do funcionalismo, a culpa não seria do legislativo...

...só que no exato instante em que o valente-Xambomba bradava em tom de ameaça, os salários já estavam depositados nas contas dos servidores.

Ele deu ultimato ao executivo para acertar o projeto que incluiria a reposição salarial dos professores...

....só que o projeto que estava na câmara já constava com a reposição salarial para os professores, somente não constava em anexo o estudo de impacto financeiro...

...e mesmo com toda gritaria-chantagista do presidente-que-lidera-bancada, o projeto foi aprovado a tarde, exatamente da forma como chegou pela manhã, sem o estudo de impacto financeiro.

Não existe em nenhum cenário democrático, um presidente do legislativo com uma postura como essa...

...a NEUTRALIDADE deve ser o norte para quem preside um dos poderes, sua descarada defesa por interesses próprios... 

...o coloca no campo dos coronéis-usurpadores, que simbolizam o arcaísmo e o retrocesso em nossa sociedade.

É inaceitável um presidente do poder legislativo agir como se fosse um poder paralelo dentro do poder que ele preside...

...quando este fala em nome de uma bancada, seja da oposição ou situação, um presidente JAMAIS pode se envolver posicionado em discussões da plenária.



Em tempo 1: O presidente-Xambomba poderia se pronunciar sobre o TAC 31/2013, já que nunca antes na história do legislativo bom-jesuense, um presidente fez tanto uso da tribuna.

Em tempo 2: Porque o valente-Xambomba não conduz sua base-legislativa para ajudar o executivo a promover o concurso?

Em tempo 3: Já que o valente-Xambomba faz tanto uso da tribuna, ele bem que poderia falar um pouco da zorra-total-no-laboratório-do-hospital.

Nenhum comentário:

Postar um comentário