quarta-feira, 13 de junho de 2018

Duas manchetes desconectas, que se conectam pela política

Dois cenários corriqueiros durante pelo menos seis anos, que não se fazem mais presentes


Para as pessoas-de-boa-vontade, registra-se importantes mudanças que vivemos em Bom Jesus do Itabapoana...

...sendo que o tema de maior clamor popular durante seis, dos oito anos dos desgovernos-Branca-Mortta...

...era a interminável e aparentemente insolúvel crise do Hospital São Vicente de Paulo, período em que ele foi fechado por duas vezes...

...com os servidores promovendo paralisações em pelo menos outras quatro vezes.

Desde que Roberto Salim assumiu a prefeitura, as relações outrora belicosas entre 
executivo e direção do hospital...

...foram cessadas para dar lugar as relações exclusivamente institucionais, resultando no incremento dos repasses ao hospital...

...que hoje representam algo em torno de mais de 80% de toda receita que movimenta do São Vicente...

...com diversas ocasiões em que a diretoria do hospital, assim como os conselheiros do Centro Popular Pró Melhoramentos...

...externaram expressivas manifestações de agradecimento, pelo empenho da gestão Roberto Salim com a estabilidade administrativa e financeira da instituição.

A outra manchete nos reporta a um passado recente em que havíamos perdido totalmente nossa identidade e aptidão cultural...

...o município passou pelo menos por três anos seguidos com nossas festas populares, como carnaval e virada de ano...

...sendo notabilizadas pela desorganização, excessos e violência, fazendo com que muitos se afugentassem das festividades na praça Gov. Portela.

Ao completar um-ano-e-meio de governo, a equipe de secretários e colaboradores do governo Roberto Salim se supera a cada evento...

...já foram dois carnavais com praça lotada sem registros de ocorrências relevantes de violência...

...os motivos se deram sem dúvidas pelo espírito resgatador que foi estabelecido nas organizações das festas...

...fazendo com que todos se divirtam com segurança e tranquilidade como tem sido a regra.

Apesar de temas diferentes nas duas manchetes veiculadas em 2014, no jornal O Norte Fluminense...

...ambas demonstram o quanto influente é o perfil de um governo em qualquer situação vivida em uma cidade...

...bastando mudar de governo, para problemas que antes aparentavam sem solução...

...sendo agora plenamente esquecidos por todo conjunto da sociedade, o que é também positivo, esse “esquecimento”...

...ao passo que o governo não explora exacerbadamente em seus avanços, não condiciona o mesmo a sua hegemonia política...

...dando o direito a sociedade reviver momentos de normalidade institucional sem personalismos políticos.


Em tempo: Apesar de gritantes mudanças nas duas manchetes que ilustram esta matéria, temos um problema ainda não solucionado no subtítulo de uma das manchetes...

...com a obrigatoriedade do executivo em promover o concurso, sob pena de multa diária de R$ 5.000,00, que pode ser sapecada no lombo do prefeito...

...a não ser que o goeludo-Xambomba lidere uma forte campanha para ajudar o executivo a promover o concurso público...

...para assim consolidarmos o processo que mudanças que o povo exigiu, que está em pleno andamento.

Nenhum comentário:

Postar um comentário