terça-feira, 19 de junho de 2018

Sessões legislativas de BJI retornam para o subsolo

Já foram três sessões ordinárias sem nenhuma forma de transmissão


Na primeira sessão-sem-transmissão eu busquei informações com responsável pela TV Câmara...

...obtendo dele o relato de que havia um problema técnico relacionado a internet, e como eu somente acesso pelo YouTube...

...imaginei que para os televisores a transmissão estaria normalizada...

...mesmo observando o vereador Raphael Siqueira transmitindo com seu celular.

Ao atingir três sessões sem transmissão, tanto pela internet como em VHS, as especulações se proliferaram...

...obrigando a presidência do poder legislativo se manifestar em sua página oficial no Facebook...

...que alega “possíveis irregularidades nas autorizações das transmissões”, sem detalhar realmente do que se trata.

Essa justificativa oficial do legislativo sobre a suspensão das transmissões dos trabalhos da câmara, em parte é verdade...

...mas tem um certo ranço de caô-legislativo, típico de gente que tem impressionante capacidade-autodestrutiva...

...como o presidente-Xambomba, que tem atuação diante das câmeras similar a um desastre-ferroviário.

A irregularidade existe, é grave, mas restrita somente a transmissão para televisores com sinal VHS, com a popular antena “espinha-de-peixe”...

...que desde sua criação não conta com autorização legal por parte do Ministério das Comunicações...

...tal qual a fuça de seu criador, a TV Câmara do poder legislativo bom-jesuense é uma longeva gambiarra-magnética...

...onde o sinal de transmissão invade clandestinamente a onda de transmissão da TV Senado, no canal 13.

O presidente-Xambomba foi alertado por mim no início de 2017 sobre este gato-televisivo, e que a qualquer momento poderia estourar...

...haja visto o longo tempo de atividade-pirata-magnética, sugerindo ele a procurar o prefeito para regularizar a situação em Brasília...

...e juntos, os poderes legislativo e executivo passariam a gerir a TV Câmara como um canal de TV pública oficial do município...

...como forma de dar publicidade aos atos governamentais de ambos os poderes, assim como difundir a cultura e informações locais...

...podendo inclusive ser fruto de convênios acadêmicos com faculdades de jornalismo e comunicação da região, dentre tantos outros benefícios.

Diante da complexidade e gravidade jurídica que se encontra a transmissão TELEVISIVA das sessões ordinárias...

...é mais do que esperado que nem tão cedo a situação se normalize, mas somente as transmissões pela TELEVISÃO.



Sobre a transmissão pela internet no canal da câmara no YouTube e no Facebook, não há nenhuma justificativa plausível para a suspensão...

...não há nenhuma exigência governamental na esfera do ministério das comunicações para regular transmissões via internet...

...pairando assim em nossa atmosfera política a grande suspeita sobre a suspensão da transmissão via internet...

...diante das seguidas manifestações patéticas e escandalosas do presidente-Xambomba...

...talvez ele esteja recorrendo ao dispositivo constitucional de quem ninguém é obrigado a produzir provas contra-si-mesmo.



Em tempo: Se a nota oficial do legislativo reforça que as transmissões via internet serão prestigiadas...

...a contradição se escancara no momento em que as transmissões são suspensas...

...ficando o presidente-Xambomba na obrigação de esclarecer se há também “possíveis irregularidades" nas transmissões pela internet.

Nenhum comentário:

Postar um comentário