sábado, 15 de abril de 2017

Um egocêntrico virtual a serviço de conspiradores e corruptos

A pergunta que mais se dirigiu a minha pessoa nesta semana que passou, foi sobre a postura de meu amigo, pelo menos até agora, Guth Travassos, foram oito abordagens ao longo da semana com a mesma pergunta, “o que está acontecendo com o Guth?”

Não tenho a menor condição de responder a tal pergunta, o que posso garantir para todos é que nosso amigo Guth Travassos está completamente transformado, desde outubro de 2016 que ele passou a se posicionar como um cidadão dos mais ativos nas cobranças, críticas e sugestões direcionadas ao Poder Executivo de Bom Jesus do Itabapoana, uma pena que ele tenha acordado tão tarde. Como precisei de vozes como a dele quando a prefeitura estava impregnada por ladrões do erário público.



Com o prefeito Roberto Tatu ele apresenta um destemor jamais apresentado contra um Miguel Motta por exemplo, muito menos a Branca Motta, que se fartou de mentir, vilipendiar e debochar da sociedade, da história, da cultura e do meio ambiente bom-jesuense, inclusive ele também trata Miguel Motta como grande amigo como trata Roberto Tatu, mas nunca tive a oportunidade de testemunhar uma publicação em seu Facebook perguntando ao “amigo” Miguel Motta quando ele devolverá os milhões surrupiados do saneamento-insanável do bairro Lia Márcia, que inclusive beneficiaria diretamente o rio Itabapoana.

Uma das primeiras manifestações dele foi em 2016 sobre quem seria o secretário de meio ambiente, sendo que tal secretaria sequer existia, e ele mesmo assim não só sugeriu dois nomes, ele EXIGIU duas opções que são professores do IFF-BJI que qualquer interessado no setor público de meio ambiente indicaria, inclusive eu, e inclusive o prefeito Roberto Tatu procurou e convidou um dos dois nomes EXIGIDOS pelo amigo Guth, mas o impeditivo ficou por conta do salário de um secretário de governo municipal que é metade do que os professores do IFF são JUSTAMENTE remunerados.

O nome escolhido pelo prefeito para ocupar a secretaria de meio ambiente, agricultura e recursos hídricos não poderia ser mais qualificado, um servidor de carreira da EMATER com uma trajetória indiscutivelmente ilibada e pautada pelo notório conhecimento técnico, que lamentavelmente o amigo Guth está injustamente atacando como se fosse uma das parasitas do governo Branca Motta que jamais mereceu uma mínima manifestação do mesmo amigo Guth.


Falando nas parasitas do casal Branca/Miguel que usurparam das benesses públicas durante DOZE ANOS, meu amigo Guth sempre protestou contra os supostos esquemas ilícitos ocorridos no naufragado projeto Managé, há quem diga que teria sido uma roubalheira tamanha que o consórcio deveria se chamar “Mamagé”, e o nobre amigo mal sabia que o “homem” indicado por Branca Motta para ser o diretor do então DEPARTAMENTO de meio ambiente da prefeitura, foi justamente um dos operadores de tudo que aconteceu no projeto Managé, e nesta época o amigo Guth era mais manso que um “gatinho angorá” com o desgoverno Branca Motta.

Depois de se manter afônico durante quatro anos com o operador do “Mamagé” no meio ambiente da PMBJI, agora com um secretário de meio ambiente com a envergadura de um Evaldo Gonçalves Júnior, e com uma diretora de meio ambiente e recursos hídricos com a qualificação de uma Daniele Ferreira, o amigo Guth está todo intransigente?

A má vontade do amigo Guth com o Governo Roberto Tatu se torna explícita até quando ele publica sugestões pertinentes as políticas públicas ambientais, haja visto que algumas dessas sugestões já estão sendo planejadas e arquitetadas pelo governo, inclusive com a sempre decisiva participação do irmão dele no plano de arborização urbana que plantará mais de mil mudas nas ruas de BJI, o que demonstra que se ele sugere aquilo que o governo já está realizando, é o mais clarividente sinal de que ele, Guth,  não procurou ninguém do governo para se INFORMAR da realidade dos fatos para emitir sua opinião.



Outro indicador flagrante da má vontade do amigo Guth com o atual governo está em sua própria contradição de seu discurso, onde hora ele repudia “este blá, blá, blá de projetos, e quem quer faz acontecer”, ao mesmo tempo em que ele sugere ao prefeito Roberto Tatu a criação de um parque ecológico urbano com toda infraestrutura, como se fosse possível concretizar tal iniciativa em um estalar de dedos, sem a necessidade desapropriar área, elaborar projeto de custo da infraestrutura, aprovação do legislativo dentre todas as necessidades burocráticas para se criar um parque municipal.

Deterioração da própria personalidade

O momento vivido pelo amigo Guth Travassos é tão infeliz, que até sua personalidade está sendo corrompida, ao passo que todos que o conhecem sabem de sua franqueza e sinceridade no trato com as pessoas, a qual sempre admirei, e agora ele deu para ficar jogando indiretas em seu Facebook, francamente amigo Guth! Logo você jogando indiretas??

Só para minha pessoa ele jogou duas indiretas, sendo que ele tem total liberdade para se dirigir diretamente a mim sem rodeios, primeiro quando ele polemizou sobre “alguém que era pedra, e que agora virou vidraça”, e que ele iria descobrir o motivo deste “enigma”, obviamente que ele falava a respeito deste blogueiro ser um ácido opositor da quadrilha de ladrões do erário que tomaram a prefeitura de assalto por oito anos, e que agora o grupo político a qual sempre defendi, e que por decisão soberana de 49% dos eleitores bom-jesuenses hoje se encontra empoderado na prefeitura.

A segunda indireta a minha pessoa ele proferiu em sua mais recente publicação em seu Facebook, onde ele insiste em levantar uma polêmica a qual eu lhe respondi cordialmente e anteriormente, e que desta vez ele EXIGE uma resposta do próprio prefeito e não de um “porta voz”, estando explícito que o “porta voz” mencionado por ele sou eu.



Para as indiretas do meu amigo Guth sobre meu posicionamento com o governo Roberto Tatu, faço questão de frisar não só para você amigo Guth, mas para todos os que acompanham minhas atividades que eu não sou vidraça do governo Roberto Tatu, sou um colaborador incondicional de quem quer ver o município deslanchar sem visar interesse pessoal, lhe garanto que qualquer insinuação nefasta de sua parte merecerá minha manifestação de repudio, pois sempre lhe respeitei e lhe EXIGO respeito.

Quero deixar claro ao amigo Guth e para todos interessados que sou com muita honra e dignidade um ESCUDO PROTETOR não só de Roberto Elias Figueiredo Salim Filho, mas também de nomes honrados como Samuel Caldeira Xavier, Jorge Roberto Almeida, Pedro Renato Teixeira, Evaldo Júnior, Reneida Vargas, Gisele Garcia, Raul Travassos, Vinícius Borges, que foi acertadamente indicado por Paulo Sergio Cyrillo, Serginho Cyrillo e todos os demais integrantes qualificados, ilibados e honrados do atual governo municipal, que se sentem injustiçados e incompreendidos pelo fato do tio de vice-prefeito e irmão de um dos secretários do governo ser tão irresponsável ao ponto de ter se tornado o principal palanque eletrônico dos corruptos que foram defenestrados nas urnas.

Seu mergulho no repugnante pântano das indiretas-inconsequentes levantam a possibilidade do prefeito Roberto Tatu ser mal assessorado, sendo que um dos principais assessores do prefeito é o imprescindível Raul Travassos, irmão do amigo Guth, ficando então a curiosidade sobre quem seria o incapaz que deveria entrar na “dança das cadeiras” proposta pelo amigo Guth ao prefeito Tatu, eu por exemplo sempre nominei os incapazes e canalhas do governo passado sem ficar nessa de jogando indireta, coisa de fofoqueiro sem argumento.

Não sei se o amigo Guth está ciente, mas existe em andamento uma sórdida conspiração de um grupo de políticos de todos os seguimentos derrotados nas urnas em 2016, e até alguns que que apoiaram o atual governo nas eleições, mas que pretendiam se beneficiarem pessoalmente e não lograram êxito, e que nas convescotes políticas de esquina, os mesmos detém um discurso semelhante a sua mais recente publicação.

Digo que o discurso do amigo Guth entrou na seara conspiratória com base em sua mais recente manifestação em seu Facebook, a qual ele, como sempre EXIGINDO, quer saber do prefeito Roberto Tatu, e em público na sua página do Facebook, se ele, o prefeito, está se relacionando bem com o ex-prefeito Paulo Sergio Cyrillo, pai do vice-prefeito, e que pelo que sei o sobrinho do amigo Guth está atuando no governo nas atividades relacionadas a informatização da prefeitura, sendo que o pai do vice-prefeito foi quem indicou o secretário de obras, e o mesmo tem total autonomia para participar do governo informalmente como bem entender.

Se Paulo Sergio Cyrillo não está mais efetivo no início deste governo, e se isso é assunto que tem que ser levado ao conhecimento da opinião pública, é o próprio Paulo Sergio Cyrillo quem deve se pronunciar a respeito, inclusive o amigo Guth é cunhado do Cyrillo-pai com total acesso para perguntar a ele se ele está satisfeito ou não com o governo Roberto Tatu, ele ao levar esta indagação com ares conflituosos a público em seu Facebook, fez com que os trapaceiros-conspiradores-do-atraso soltassem fogos de felicidades.

O único resultado obtido pelo amigo Guth com seus ataques ao governo Roberto Tatu foi alimentar os holofotes dos mercadores do retrocesso que tanto foram combatidos e alijados nas urnas, como exemplo posso demonstrar que o vereador Raphael do Ralph é frequentador assíduo nos comentários de suas publicações.

Veja que lastimável amigo Guth, seus posicionamentos de “cidadão consciente de seus direitos” estão dando palco para o que mais de retrógrado surgisse em nosso cenário político nos últimos anos, pergunte por exemplo para seu amiguinho Raphael-do-Ralph sobre a canalhice do pai dele no DEMUT nos oitos de baderna Branca Motta, onde ele desapareceu com mais de MEIO MILHÕES DE REAIS para organizar nosso trânsito, é este tipo de personagem que está se divertindo com suas publicações meu caro Guth.

O amigo Guth ao fazer pirraça-virtual exigindo que o prefeito Roberto Tatu o responda no facebook, somente demonstra a inconsistência de seu discurso, ele age como uma criança egocêntrica, que por conta de seus criativos versos eleitorais na campanha de 2016 o faz crer que o credencia de fazer do governo apoiado por ele de “gato e sapato”.


Ele, o amigo Guth, deve entender, e principalmente REFLETIR, que antes de cobrar levianamente em público do prefeito Roberto Tatu como ele está fazendo, ele tem total acesso para DIALOGAR não só com o prefeito, mas com todo secretariado do governo para ele direcionar críticas e sugestões, mas ele age como se fosse o governo Branca Motta, autoritário e arrogante sem ouvir a sociedade, ele está como as anedotas sobre Rubinho Barrichelo, sempre chegando atrasado, neste caso, seu discurso belicoso somente se encaixa se fosse o governo passado.

Nenhum comentário:

Postar um comentário